Justiça -
Estado da Paraíba é condenado a indenizar pais de adolescente morto em hospital público
Termômetro da Política
Compartilhe:
Morte do adolescente em decorrência de erro no atendimento aconteceu na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho (Foto: Reprodução/Instagram/realrcoutinho)

O Estado da Paraíba foi condenado a pagar a quantia de R$ 150 mil, a título de dano moral, pela morte de um menor de 15 anos de idade no hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, em junho de 2013, durante a gestão do ex-governador Ricardo Coutinho. O caso é oriundo da 3ª Vara da Fazenda Púbica da Comarca de Campina Grande e foi julgado pela Segunda Câmara Especializada Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba na Apelação Cível nº 0809389-23.2016.815.0001.

Veja também
STF invalida uso de tempo em cargo comissionado para vantagens remuneratórias

No recurso, o Estado sustenta que a sentença deve ser reformada ante a inexistência de nexo causal para fins das indenizações pretendidas, porque não há comprovação de que tenha sido o responsável pelo infortúnio.

“Não obstante tal alegação, restou devidamente comprovado nos autos que D.M. S, 15 anos, faleceu em decorrência de tratamento médico negligente e imprudente, que sem ter certeza do diagnóstico, foi submetido a tratamento como se estivesse acometido por dengue hemorrágica ou outra patologia grave, sendo-lhe ministrado doses de medicamentos que induziram a vítima a uma síndrome  de choque tóxico, acarretando a morte do adolescente”, afirmou o relator do processo, juiz convocado Carlos Eduardo Leite Lisboa.

Da decisão cabe recurso.

Fonte: TJPB

Compartilhe:
Palavras-chave
tjpb