Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Estado e prefeitura encerram ‘empurra-empurra’ das galerias pluviais
Compartilhe:
João Azevêdo e Cícero Lucena assumem compromisso no uso das redes de esgotamento sanitário e galerias pluviais (Foto: Divulgação/Secom-PB)

Cansei de ver a pauta se repetir, assim como seu desfecho, no que mais parecia um grande jogo de cena. Desde que comecei a trabalhar com jornalismo, a história das galerias pluviais jorrando esgoto a céu aberto na Orla da capital paraibana era recorrente. Sempre rendia imagens ricas, no sentido jornalístico, para um repórter fotográfico em início de carreira. Ao fim do dia de trabalho, nova frustração após perceber que Estado e Prefeitura empurravam um para o outro a responsabilidade sobre os casos.

Do lado da prefeitura, a culpa era sempre da Cagepa, enquanto da parte do Governo do Estado, a gestão municipal era única responsável pelas galerias pluviais.

É bem verdade que se trata de uma intersecção deveras complexa, pois se de fato a prefeitura responde pelas galerias, a Cagepa é responsável pelo esgotamento sanitário.

O que faltava era interesse comum para resolver o problema. Ou, como bem disse o governador João Azevêdo durante a inspeção conjunta com o prefeito Cícero Lucena, sair “da teoria para a prática”.

Após compromisso público firmado entre Prefeitura de João Pessoa e Governo da Paraíba, acredito que algo de concreto acontecerá para o bem do meio ambiente, dos pessoenses, e de todos aqueles que visitam as praias urbanas da capital.

Compartilhe: