Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Pau de galinheiro do gabinete paralelo
Compartilhe:
(Foto: Pedro França/Agência Senado)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anda com o filme tão queimado que não basta se dissociar apenas dele. Já tem empresa fazendo questão de afastar qualquer ligação até com quem seja amigo bem-vindo no Palácio do Planalto.

É o chamado pau de galinheiro do gabinete paralelo, se é que este existe.

Veja também
Wizard nega atuação em ‘gabinete paralelo’ e se recusa a responder a senadores

Hoje (30) foi a vez da Wizard by Pearson, escola de idiomas fundada por Carlos Wizard. A empresa divulgou nota para reforçar que, apesar do nome, não tem qualquer ligação com o amigo do presidente desde 2014, quando foi vendida.

Além de refutar os posicionamentos do amigo do presidente, a escola ressalta que Wizard é concorrente. O empresário bolsonarista hoje é um dos donos da WiseUp.

Parece que sair na foto com Bolsonaro já faz mal até para os negócios.

Confira a íntegra da nota divulgada pela Wizard by Pearson

Desde 2014, a Wizard by Pearson faz parte da maior empresa de aprendizagem do mundo, a Pearson. Naquele ano, a multinacional britânica adquiriu a totalidade dos direitos e do controle sobre a marca, passando a ser sua única proprietária e encerrando por completo qualquer vínculo entre a rede de escolas de idiomas e o seu ex-dono, o empresário Carlos Martins.

A aquisição foi um divisor de águas na história da Wizard by Pearson, que a partir de então começou um intenso processo de modernização e evolução da qualidade de seu ensino. Para marcar essa nova fase, a rede passou a se chamar Wizard by Pearson, transmitindo na incorporação a expertise global da sua nova proprietária, líder em aprendizagem em todo o mundo, e detentora de uma cultura inclusiva, diversa e focada no ensino e evolução de cada um de nossos alunos.

Um fato curioso é que, apesar de continuar usando a palavra “Wizard” em seu nome, hoje o empresário Carlos Martins é concorrente da marca. Em 2017, três anos depois de vender a Wizard para a Pearson, ele tornou-se sócio de outra rede de escolas de inglês, a Wise Up, inclusive, por vezes, passando a associar o seu nome a nova rede de escolas da qual é sócio atualmente.

Nosso posicionamento sobre a pandemia

A Wizard by Pearson aproveita a oportunidade para se expressar em favor da vida, da saúde e da ciência. Desde o início da pandemia, orientamos nossos franqueados e colaboradores sobre todas as medidas necessárias para respeitar a legislação e os protocolos sanitários vigentes, sempre buscando garantir a segurança de nossos professores, alunos, colaboradores e parceiros.

Lamentamos as centenas de milhares de vidas que se foram, nos solidarizamos com a dor de todas as famílias que perderam pessoas queridas e seguimos na esperança de dias melhores.

Cuidado com a desinformação e propagação de fake news! Acompanhe nossas redes oficiais para receber conteúdo confiável sobre a maior rede de ensino de idiomas do mundo.

Compartilhe: