Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Secretário de Saúde já não aparece com o mesmo prestígio ao lado de Cícero
Compartilhe:
Na visita aos equipamentos de saúde de João Pessoa, secretário da pasta não aparece junto de Cícero (Foto: Reprodução/Instagram/cicerolucena)

O que antes era só conversa de bastidores no meio político começa a ganhar corpo. Ouvi hoje de uma fonte ligada ao prefeito Cícero Lucena (PP) que o secretário de Saúde, Fábio Rocha, já não tem o mesmo prestígio de antes. O principal motivo seria a destoante condução da gestão municipal frente à crise sanitária causada pela covid-19.

Enquanto Cícero cresce e sai bem como gestor nas soluções para o enfrentamento ao novo coronavírus, o secretário de Saúde acumula desgaste. A suspeita de priorizar profissionais de saúde que não estão na linha de frente do combate à doença resultou em ação na Justiça Federal e respingou na imagem do prefeito.

Hoje, na visita da equipe de gestores da Prefeitura de João Pessoa aos equipamentos de saúde da cidade, auxiliares do primeiro escalão acompanharam o prefeito, mas Fábio Rocha, em tese o maior interessado em conhecer as estruturas e profissionais ligados aos serviços, sequer apareceu nas fotos perto de Cícero, seja no portal da prefeitura, ou nas redes sociais do prefeito. Um aperto de mão rápido foi o máximo que se viu.

A Comunicação Institucional da Prefeitura de João Pessoa fez questão de mencionar a presença do secretário do Saúde. Mais próximos estavam a adjunta, Rossana Sá, e o secretário municipal da Gestão Governamental, Diego Tavares, além do sempre presente vice-prefeito Leo Bezerra.

Ainda não é caso de fritura, mas o desprestígio começa a ficar evidente.

Compartilhe: