Cultura -
Escritor paraibano aborda gênero por meio de cordel
Termômetro da Política
Compartilhe:
Escritor aborda gênero por meio de cordel em formato digital (Foto: Divulgação)
Escritor aborda gênero por meio de cordel em formato digital (Foto: Divulgação)

Existe cor de menino e cor de menina? E brinquedo, tem gênero ou mais importa a diversão? Foi em formato de literatura de cordel que o jornalista e escritor Felipe Gesteira resolveu abordar as brincadeiras infantis em ‘O jumento e a troca dos brinquedos’. No mínimo engraçada, a história trata um tema tão sensível e pertinente quando se refere à primeira infância.

Para o autor, a publicação em formato de cordel contribui também para a valorização da cultura do Nordeste. “Além da beleza do gênero literário, existe no texto em cordel o resgate cultural, pois o cordel é de extrema importância para a cultura nordestina”, ressalta Gesteira.

Leia também: Prefeitura de João Pessoa vai proibir aulas presenciais em faculdades e escolas

Na história, tudo parece correr conforme o planejado num dia que seria de folga para mamães, papais e crianças em plena época de festas juninas. A confusão começa quando um jumento, empacado no meio da estrada, força a freada brusca do motorista que conduz o ônibus com a meninada. Após o susto, nenhum arranhão. Porém, o mesmo não pode se dizer dos brinquedos, todos revirados. E aí, sim, começa a brincadeira!

“O jumento e a troca dos brinquedos” está disponível na Amazon em formato de e-book por apenas R$ 1,99. Pode ser lido por meio do aplicativo Kindle, que funciona também em celular, tablet ou computador. O cordel pode ser adquirido diretamente neste link.

Compartilhe: