Política -
O alerta do Tribunal de Contas da Paraíba
Termômetro da Política
Compartilhe:
O alerta do Tribunal de Contas da Paraíba sobre dois concursos anunciados pela Prefeitura de João Pessoa suscita novas indagações.
Conselheiros do Tribunal de Contas da Paraíba (Foto: Divulgação/TCE-PB)

Parece que as instituições públicas não se entendem mais no Estado. O alerta do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB) sobre dois concursos anunciados pela Prefeitura de João Pessoa em vez de esclarecer, suscita novas indagações.

Se o concurso é resultado de acordo celebrado entre a gestão municipal e o Ministério Público (MPPB), são três as hipóteses que podem ser levantadas: o conselheiro André Carlo Torres errou em seu alerta direcionado à Prefeitura de João Pessoa; o conselheiro do TCE inclui até mesmo o MPPB no que considera motivo para o alerta; o alerta do Tribunal de Contas da Paraíba não passa de ato político para atingir um prefeito que detém alta aprovação em final de mandato.

Leia também
Aprovada urgência para hospital filantrópico ter certificação de beneficente
Juíza suspende reajuste nos salários dos vereadores de João Pessoa
Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro: adversários de faz de conta

Para um tribunal que tem como novo presidente Fernando Catão, citado na operação Xeque-mate, além de dois outros conselheiros afastados em decorrência da operação Calvário, qualquer polêmica só piora seu desgaste junto à opinião pública. Sob o benefício da dúvida, prefiro acreditar na tese de que foi apenas erro do conselheiro.

Compartilhe: