Política -
Senador Veneziano deixa o PSB
Termômetro da Política
Compartilhe:
O senador Veneziano deixa o PSB após dois anos no partido e, em sua carta, admite que a passagem foi "temporalmente curta".
Veneziano deixa partido que o ajudou a se eleger senador após dois anos de permanência (Foto: Divulgação)

O senador paraibano Veneziano Vital do Rego protocolizou nesta quarta-feira (23) o seu desligamento dos quadros do PSB nos diretórios Nacional e Estadual do partido. O senador Veneziano deixa o PSB após dois anos no partido e, em sua carta, admite que a passagem foi “temporalmente curta”.

Os documentos do desligamento do senador foram endereçados ao presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, e ao presidente estadual, deputado federal Gervásio Maia Filho.

Leia também
Aguinaldo sobra na curva e Baleia Rossi será o candidato do grupo de Maia
Congresso adia pendências para 2021
Lei de Wilson Filho insere os cinemas nas campanhas de doação de sangue

No pedido, Veneziano destacou a importância da legenda na construção de um país mais justo e falou de sua colaboração para este legado, ao lado de outros companheiros partidários, citando, dentre estes, a senadora Leila Barros.

Sobre o motivo para deixar o PSB, Veneziano alega na carta não ter sido em relação à executiva nacional do partido, mas em decorrência das relações locais e dos maus resultados nas últimas eleições:

“Se em quadro nacional nos foi permitido, naturalmente, uma relação construtiva,
convergente e virtuosa com o PSB, em sede local, nos deparamos, irrefreavelmente, com um
processo acelerado de desconstrução orgânica, em uma ambiência de óbices que se desnudaram
incontestavelmente, a nos impedir, como a demais outros ciosos filiados, colaborarmos com o
fortalecimento da legenda. Essa indesejável assertiva, se apresenta ilustrada com os rescaldos dos
resultados eleitorais extraídos recentemente”, escreveu Veneziano.

Compartilhe:
Palavras Chave
psbveneziano