Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Jornalista, fotógrafo e consultor. Escreve desde poemas de amor a ensaios sobre política. É editor no Termômetro da Política e autor de Emagreça bebendo cerveja. Twitter: @gesteira.
Opção de Pollyanna como senadora pode prejudicar PSB e fortalecer chapa do partido de Bolsonaro
Compartilhe:
Pollyanna republicou mensagens de apoiadores colocando seu marido, o Barão (à esquerda), assumindo a vaga na Assembleia para que ela concorra ao Senado na chapa de João (Foto: Reprodução/Instagram/pollyannadutraoficial)

Leia análise mais recente da conjuntura diante de novo fato político com a retirada da candidatura do Barão em: Fator Pollyanna: senadora de Lula contra adversário inelegível e o nó tático de João em Ricardo

A deputada estadual Pollyanna Dutra (PSB) republicou em seu perfil no Instagram, nesta segunda-feira (1), mensagens de apoiadores que a colocam como candidata ao Senado na chapa do governador João Azevêdo (PSB). Quem herdaria seu espólio político para a disputa da vaga na Assembleia Legislativa da Paraíba seria seu marido, Francisco Dutra, mais conhecido como Barão.

Seria uma solução caseira fácil de assimilar para João, que ainda não tem candidato ao Senado na chapa. Uma aliada do próprio partido e com discurso alinhado a Lula. A parte difícil de fechar nessa conta é o Barão ser filiado ao PL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro.

O nome de Pollyanna para senadora de João está na rua, dá tempo amarrar a chapa e anunciar até o dia da convenção do PSB, na próxima sexta-feira (5). O que não dá mais tempo é trocar o partido do Barão.

Clique aqui para ler todos os textos de Felipe Gesteira

O mais complicado para a campanha à reeleição do governador João Azevêdo nem seria arrumar justificativa, pois nessa briga com Veneziano (MDB) para saber quem está mais à esquerda, ambos estão buscando apoios de todos os campos políticos, assim como faz Lula (PT), e tanto Vené quanto João votam em Lula. No sentido conceitual, venho dizendo que estão empatados.

O problema seria o dano real que o Barão causaria na chapa de deputados de João. Ao tirar uma candidata com grande potencial de vitória e votação expressiva e entregar essa base de apoio a um candidato do partido do presidente Jair Bolsonaro, João não só prejudicaria os candidatos do PSB como fortaleceria a chapa do PL.

Não se trata de trocar um por outro quando a conta envolve coeficiente eleitoral. O estrago de substituir Pollyanna pelo Barão pode prejudicar o PSB a ponto de o partido fazer dois deputados a menos e favorecer o PL a alcançar dois a mais.

Pollyanna daria uma excelente senadora, mas se quer concorrer sem sufocar a esquerda, que faça como Efraim (União Brasil), que entregou suas bases a candidatos de partidos aliados. Sair senadora correndo risco de nem vencer e deixar o posto no colo do partido adversário só serviria aos interesses familiares.

Confira abaixo a certidão de filiação do Barão ao PL, emitida às 18h25 de hoje pelo Tribunal Superior Eleitoral:

Imagem republicada por Pollyanna (Foto: Reprodução/Instagram/pollyannadutraoficial)

Título da publicação alterado em 5.8.2022 para “Opção de Pollyanna como senadora pode prejudicar PSB e fortalecer chapa do partido de Bolsonaro”; texto alterado para acréscimo de link no início; url mantida conforme publicação original.

Compartilhe: